segunda-feira, 16 de abril de 2012

Biscoitos inesquecíveis anos 80


Vamos relembrar dos biscoitos nos anos 80 que a gente não parava de comer...  e ainda pode ajudar no Chevette Quiz.

Mirabel
Era um wafer pequeno e bem compacto, que se comia em duas mordidas. Vinha em pacotes com oito unidades e era o campeão dos recreios. Vendido nos sabores chocolate, morango, baunilha e limão, parou de ser fabricado nos anos 90. Quem não comeu, perdeu.

Recreio
Fabricado pela Tostines, era outro wafer pequeno e gostosinho. Mas teve a falta de sorte de existir na época do Mirabel...

Deditos
Palitinhos de biscoito cobertos por chocolate. Vinham numa bandeja marrom de plástico, em duas camadas de dez unidades cada uma, separadas por um papel bem fininho. A São Luiz é que fabricava.


Monstrinhos Creck
Para passar a ideia de que haviam sido provados antes de embalados, os biscoitos vinham com uma “mordida” dos monstrinhos. Eram vendidos em sacos com 200 gramas, a princípio em três sabores: chocolate, nata e coco (o morango foi lançado mais tarde).


Piraquê
O Presuntinho (embalagem branca com várias imagens do biscoito e de presunto), o Queijo (vermelha) e o Salgadinho (branca) faziam e ainda fazem sucesso. Foram dos poucos que atravessaram gerações. O Roladinho Goiaba, conhecido como Goiabinha, també, era um dos preferidos da garotada e é fabricado até hoje. E o mais importante: a Piraquê fez o favor de não mudar as embalagens.


Porcaritos
Era como as mães chamavam os biscoitos da Elma Chip’s, que a maioria das crianças adorava porque era impossível comer um só: Cheetos, Fandangos, Baconzitos, Cebilitos e Zambinos.


Skiny
O primo pobre do Fandangos. Mais barato, o biscoito da Mabel foi lançado em 1972, no sabor milho. Tanto o Fandangos quanto o Skiny tinham o formato de concha e a cor amarela, apesar de sabores bem diferentes. O skiny vinha num sacão transparente que enchia os olhos da garotada. Na década de 80, a Mabel lançou os de presunto e queijo para competir com o Fandangos. No fundo, o Skiny foi uma invenção e tanto: era prático e entupia a barriga.



Rosquinhas Mabel
Outra delícia da Mabel que fazia muito sucesso era a rosquinha de coco. Vinha num sacão que durava à beça. 

Lembrando que as informações são retiradas do livro Almanaque dos Anos 80 de Luiz André Alzer & Mariana Claudino, Editora Edouro 2004.

Um comentário:

  1. O Almanaque dos Anos 80 esqueceu que o Mirabel mais vendido de todos era o do sabor Crocante (embalagem com detalhe em vermelho) e que havia também o de sabor Coco.

    ResponderExcluir